Total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Indicadores fundamentalistas: Indicadores de Mercado

Complementando o estudo inicial dos indicadores fundamentalistas, é importante que o trader iniciante ou investidor iniciante conheça alguns dos principais indicadores de mercado. O texto abaixo foi extraído do livro Avaliando Empresas Investindo em Ações dos autores Carlos Alberto Debastiani e Felipe Augusto Russo.


"Relação Preço/Lucro (P/L)
Este é um dos indicadores preferidos pelos investidores essencialmente fundamentalistas. Sua fórmula de cálculo é: P/L = Cotação da Ação / Lucro por Ação (LPA). O P/L indica o tempo de retorno do investimento em anos. Quanto menor for o P/L, melhor.
Uma redução contínua do P/L, trimestre após trimestre, principalmente se for acompanhada por um aumento do Lucro Líquido da empresa, indica que a quantidade de anos necessários para prover o retorno do investimento está decrescendo, o que torna a ação atrativa para aquisição.
Um P/L baixo também indica que ação está barata. Entretanto, o preço baixo só deve motivar a compra se outros fatores de cunho fundamentalista apontarem a existência de potencial de valorização, caso contrário só estará indicando que o mercado perdeu interesse pelo papel.
Relação Preço/Valor Patrimonial (P/VP)
Este indicador utiliza um outro indicador já estudado (o VPA) em sua fórmula. É calculado conforme segue: P/VP = Cotação da Ação / Valor Patrimonial da Ação (VPA).
O P/VP representa, quantitativamente, o ágio ou deságio que o mercado está disposto a pagar pela ação. Se uma ação é negociada a R$ 75,00 e seu valor contábil é de R$ 50,00, P/VP dessa ação é 1,5. Se ao contrário, uma ação cujo valor contábil é de R$ 40,00 for negociada a R$ 30,00, seu P/VP será de 0,75, significando que o mercado só aceita pagar por ela 75% de seu valor real.
A situação ideal para esse indicador é que seu valor seja maior que 1, denunciando a existência do ágio nas negociações. Porém, um P/VP muito elevado pode representar risco ao investimento, indicando valorização especulativa sem amparo nos fundamentos da empresa.
Pay-Out
Na fórmula de cálculo desse indicador, utiliza-se um outro: o LPA. O Pay-Out é calculado pela seguinte fórmula: Pay-Out = (Valor dos Dividendos / LPA) x 100.
O Pay-Out é expresso na forma de um percentual que demonstra quanto do LPA está sendo distribuído aos acionistas na forma de dividendos. A legislação que rege as companhias de capital aberto exige a distribuição de 25% do Lucro Líquido, no mínimo.
Se uma empresa teve lucro de R$ 1,00 por ação e pagou R$ 0,30 de dividendos, seu Pay-Out foi 30%.
Dividend Yield
Este é um dos indicadores favoritos dos investidores que compram ações para receber seus dividendos. Sua fórmula de cálculo é DY = (Valor dos Dividendos / Cotação da Ação) x 100.
A ideia por trás desse indicador é demonstrar, de forma percentual, quanto do valor de mercado da ação está sendo distribuído aos acionistas na forma de dividendos. Por exemplo, se uma ação custa R$ 10,00 e a empresa pagou R$ 1,50 de dividendos, seu DY foi 15%.
Empresas que sistematicamente mantém uma política de alto DY possuem menor volatilidade em seus papéis. Em momentos de crise, podemos dizer que as ações ações com alto DY são as ações de renda fixa do mercado."

Nenhum comentário:

Postar um comentário