Total de visualizações de página

sábado, 19 de março de 2011

Balanço patrimonial - conceitos básicos

A análise de investimentos em ações pode ser feita com base em duas escolas: Técnica e Fundamentalista. Já estudamos o básico da análise técnica ou análise gráfica. Agora vamos estudar o básico da análise fundamentalista. O texto abaixo foi extraído do livro Avaliando Empresas, Investindo em Ações, dos autores Carlos Alberto Debastiani e Felipe Augusto Russo. Quem desejar conhecer um pouco mais deste livro vá até a página "minha biblioteca" no topo do blog.


"A análise fundamentalista vê o mercado de ações (e a valorização ou não de seus ativos) como o resultado da atividade econômica desenvolvida por uma empresa. Sob o ponto de vista do pensamento fundamentalista, uma ação tornar-se-á interessante e será valorizada pelo mercado se a empresa - da qual ela representa uma pequena fração - também apresentar boas perspectivas com relação ao futuro.


O balanço de uma empresa é o meio formal pelo qual a alta administração presta contas de seu desempenho aos acionistas e ao mercado, expondo nele um resumo sobre todos os negócios efetuados, as despesas envolvidas na atividade, impostos e encargos que incidiram sobre elas e foram pagos, além do lucro obtido no exercício de sua atividade.


De forma genérica podemos dizer que o balanço patrimonial é um conjunto de documentos em que ficam registrados os bens, direitos e obrigações da empresa num determinado momento, onde são representados em padrões contábeis.


ATIVO - onde são lançados todos os bens e direitos da empresa; conforme sua natureza pode ser dividido em:


Ativo Circulante - onde estão contabilizadas todas as disponibilidades da empresa:
  • caixa e valores depositados em bancos
  • aplicações financeiras de curto prazo
  • contas a receber (no prazo de 1 ano)
  • estoques
Ativo Realizável a Longo Prazo - são as disponibilidades da empresa que só se realizarão depois de 1 ano da data de publicação do balanço:
  • vendas com prazo superior a 1 ano
  • empréstimos concedidos a empresa do mesmo grupo
  • depósitos judiciais
  • contratos sazonais de exportação
Ativo Imobilizado - bens e direitos de propriedade da empresa destinados à operação da companhia e que não têm grande liquidez:
  • fábricas
  • escritórios e imóveis
  • instalações e equipamentos
  • instrumentos e máquinas usadas na produção
  • automóveis, tratores, empilhadeiras, aviões, navios etc.


PASSIVO - onde são lançados todos os compromissos e obrigações da empresa. De forma análoga ao Ativo, em razão de sua natureza, pode ser classificado como:


Passivo Circulante - onde são contabilizadas todas as obrigações de curto prazo de curto prazo da empresa:
  • salários
  • impostos
  • pagamentos a fornecedores
  • empréstimos e encargos em instituições financeiras
Passivo Exigível de Longo Prazo - são as obrigações da empresa que possuem prazo superior a 1 ano:
  • empréstimos negociados no longo prazo
  • depósitos judiciais
  • pagamentos a fornecedores em compras negociadas no longo prazo


PATRIMÔNIO LÍQUIDO - representa o capital próprio da empresa, ou seja, a diferença entre ativos e passivos, basicamente composto de:
  • capital próprio
  • reservas de capital
  • lucros ou prejuízos acumulados
  • reservas para proventos não distribuídos"


Veja abaixo um exemplo de um balanço patrimonial simples.



Nenhum comentário:

Postar um comentário