Total de visualizações de página

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Termos do mercado de ações

Os textos desta postagem foram extraídos do livro Operando na Bolsa de Valores Utilizando Análise Técnica escrito por Joseilton S. Correia. Escolhi os itens mais importantes para o trader iniciante.


"Codificação adotada pela Bovespa
Na bolsa, as ações recebem códigos que padronizam a negociação. Toda ação recebe um código de quatro letras e um número. As letras indicam o nome da empresa e o número representa o tipo da ação. Exemplo:
  • BBDC4
  • BBDC é o código da ação do Bradesco
  • 4 é o tipo de ação (3 + ON e 4 = PN)
  • Outros (5..X) são classes especiais de ações


Formas de negociação
  • Lote padrão é a quantidade mínima de ações que pode ser negociada; em geral 100 ações correspondem ao lote padrão.
  • Fracionário é qualquer quantidade inferior ao lote padrão. Isso vale quando você não deseja comprar 100 ações.



CVM (Comissão de Valores Mobiliários)
A CVM, criada pela Lei 6385/76, é uma autarquia federal que regula, disciplina e fiscaliza as Bolsas de Valores, as companhias abertas, os fundos de investimento e os mercados derivativos que tenham por referência valores mobiliários. Uma das principais funções da CVM é cuidar para que investidores tenham acesso a informações que confirmem a boa qualidade das empresas abertas e dos fundos de investimento.

CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia)
Trata-se de uma sociedade anônima com a finalidade de prestar serviçoes de compensação e liquidação física e financeira das operações realizadas nos mercados à vista e a prazo da Bovespa e de outros mercados, fazendo também a operacionalização dos sistemas de títulos e valores mobiliários em geral. Quando compramos ações de uma empresa por intermédio de uma corretora, essas ações ficam guardadas na CBLC e não na corretora, o que aumenta a segurança nas transações envolvendo ações, pois se sua corretora vier a falir, suas ações não serão perdidas, uma vez que se encontram sob a custódia da CBLC.

Dividendos
O dividendo é sua parte no lucro da empresa. Sempre que uma empresa tem lucros, ela reserva parte desse resultado para distribuir aos acionistas. No Brasil, as empresas são obrigadas a um pagamento mínimo de dividendos de 25% do lucro.

Juros sobre o capital próprio
As empresas, na distribuição de resultados aos seus acionistas, também podem optar por remunerá-los por meio do pagamento de juros sobre o capital próprio. Para o investidor, a diferença básica é que ao receber dividendo este não é tributado, pois a empresa já o foi quando da apuração do seu lucro líquido. Mas quando recebe juros sobre o capital próprio, ele tem de pagar imposto de renda sobre o total recebido.

Bonificação
Advém do aumento de capital de uma sociedade, mediante a incorporação de reservas e lucros, quando são distribuídas gratuitamente novas ações a seus acionistas, em número proporcional às já possuídas. Excepcionalmente, além dos dividendos, uma empresa poderá conceder a seus acionistas uma participação adicional nos lucros por meio de bonificação em dinheiro.

Split
Quando uma empresa quer tornar suas ações mais líquidas no mercado, substitui os papéis que estão em circulação e emite novas ações com valor nominal menor do que o da emissão anterior, porém em quantidades maiores. Para o acionista, não há alteração sobre o montante financeiro nem sobre sua participação proporcional no capital da empresa.

Inplit
É um agrupamento de ações: o número de papéis em poder do acionista diminui, sem alterar a participação dele no capital da empresa, pois o valor nominal das ações se eleva proporcionalmente.

Subscrição
Ocorre quando a empresa necessita de recursos para financiar investimentos ou modificar sua estrutura de capital e decide lançar novas ações no mercado. Gera captação de novos recursos para a empresa emissora.

After market
Horário estendido do pregão eletrônico que possibilita o acesso de pequenos e médios investidores que não têm chance de operar durante o pregão principal.

Home broker
Sistema lançado pela Bovespa em 1999 com o intuito de facilitar e agilizar o processo de negociação, atraindo desta forma mais pessoas físicas para o mercado de ações.

Corretagem
É a taxa que a corretora cobra para realizar operações na Bovespa para você.

Emolumento
São taxas cobradas pela Bovespa e pela CBLC por meio de taxa fixa para cada tipo de operação. As operações normais têm incidência de 0,035% e as intradirárias (day trade), de 0,025%.

Taxa de custódia
É uma taxa cobrada pela CBLC para poder guardar suas ações. Seria o equivalente a um aluguel que a pessoa paga enquanto estiver habitando a casa."

Nenhum comentário:

Postar um comentário